Eu tinha 12 anos. Ganhava meus trocados numa banca de feira em frente ao Shopping de Caxias.
Morador da Vila São José, dia de domingo pegava o Santo Antônio Pantanal, soltava no ponto final, rodoviária velha, em frente a Fortaleza do Dr Tenório,
Atravessava a passarela sobre o trem, chegava na pequena rua Vitalina, pagava o ingresso e entrada no Cine Brasil. Mais um filme de Kung Fu do meu herói incencivel WANG YU.
O MESTRE DA GUILHOTINA
O LUTADOR DE UM BRAÇO SÓ
O DRAGÃO
Homens maus oprimindo uma aldeia de moradores humildes. Até que chegava aquele guerreiro solitário. Detentor de técnicas únicas. E botava 10 mil pra correr Fora os que ficaram ali estirados.
Depois de restabelecida a Paz…ele partia. E o filme acabava.
Eu saia do Cine Brasil incorporado de Wang Yu e minha cara de mau comprovava. Pegava o Pantanal de volta pra minha Vila São José. Dia seguinte tinha feira livre e grana a gangar para o próximo filme de Wang Yu.
II
55 anos se passaram. A Rua Vitalina hoje se chama
Vidal Barbosa. Demoliram o Cine Brasil e não sei por onde anda meu herói invencível Wang Yu.
Preciso dele

( C A )


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.