Estive hoje na Secretaria de Meio Ambiente em busca de informações sobre os motivos para o PNMT continuar fechado. Fui recebido pelo chefe das Unidades de Conservação, Wilson, que um dos motivos era, de fato, a pandemia, visto que o município continua numa bandeira de alta contaminação (vermelha ou roxa). Ao argumentar que o critério só servia para as Unidades de Conservação e não para escolas, por exemplo, ele defendeu que era a favor, sim, do fechamento das escolas, mas que cada secretaria respondia pelos seus setores (a SME pelas escolas, a de ordem pública pelos bares, e a SMA pelas unidades de conservação). Contudo, a pandemia de covid-19 havia se tornado um motivo secundário. O principal motivo seria a renovação da fauna, inclusive de jaguatiricas. E por ter ficado fechado há mais de um ano, estava ocorrendo incidentes com serpentes, sendo que um sitiante inclusive quase veio a óbito. Foram também detectados ovos de jararaca e jararacuçu, o que indica que o número de serpentes ainda vai aumentar.
Diante disso a secretaria decidiu segurar a abertura ao público mais um pouco, e vai reabrir o Parque assim que as trilhas estiverem sinalizadas. Foram encomendadas, por intermédio da Braskem, 150 placas que já estão para chegar. Elas indicarão o caminho da trilha para os poços, terminando no Poço da Serpente, e indicações onde pode haver alto risco de incidentes com animais peçonhentos. Segundo o Wilson, além das cobras, há escorpiões e aranhas também.
O Parque vai funcionar com agendamento prévio através do site, para quem quiser fazer trilhas com um guia, mas também será aberto para visitantes, com lotação máxima de 500 pessoas.
PARQUE NATURAL MUNICIPAL DA TAQUARA