O Rio não pode perder a oportunidade histórica de abrir as contas do transporte.

Ontem foi publicado no jornal O Globo o artigo “Saldo Insuficiente no Rio Card”, escrito pela equipe de informação da Casa Fluminense, João Pedro Martins e Vitor Mihessen. A publicação contextualiza o histórico de corrupção no sistema de transportes do Rio de Janeiro e também aponta caminhos para a construção de um sistema mais transparente, democrático e acessível.

Uma das propostas defendidas pela Casa Fluminense é a licitação do bilhete único intermunicipal. Nesta quinta (23), o Projeto de Lei nº 3641-A/2017, de autoria dos deputados Luiz Paulo e Gilberto Palmares e que traz como pauta a transparência e o controle das tarifas do bilhete único, entra novamente em discussão na ordem do dia na ALERJ. O texto demanda a licitação do serviço de bilhetagem eletrônica e impossibilita que as empresas vinculadas às operadoras do sistema de transportes exerçam a sua gestão.

Estaremos na ALERJ para acompanhar e fazer a cobertura da votação. Acompanhe pelos canais da Casa Fluminense.


Henrique Silveira

Henrique Silveira é geógrafo e mestre em Comunicação e Cultura pela UERJ/FEBF. É o Coordenador Executivo da Casa Fluminense.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebook