Ontem foi o aniversário da Baixada Fluminense. Vários eventos ocorreram nesta data e como minha presença ainda não é divisível para estes acontecimentos então escolhi dois para prestigiar em momentos distintos, claro. Eu fui ao Território Baixada e CineclubeMate com Angu.
O primeiro evento (emocionante eu diria) promoveu encontros de artistas, produtores e coletivos a fim de dialogar sobre a potencialização cultural que existe na Baixada e como esses autores destas produções culturais de agora e de “outrora” reinventam o cenário cultural.
Eu coloquei “outrora” entre aspas, pois eles, digo, os fomentadores do cenário cultural dos anos 80 estavam lá para trocarem ideias e ideais, mas eles ainda contribuem com a cultura local com suas histórias, pois através delas foram criados outros trabalhos, outros coletivos, outras guerrilhas culturais.
O Imaginário Periférico criado em 2002 na época com a eleição do Lula que foi um momento político importante para o País, conseguiu reunir 600 artistas entre Zona Sul e Baixada em uma época que não tinham secretária, internet fácil e facebook. Deneir fala que o Imaginário era inclusivo por natureza. Eles queriam somar o trabalho ocupando espaços chaves como a Central do Brasil, lembra Deneir.
Mauro Costa mediador das apresentações afirma que o ImaginárioPeriférico é uma marca impressionante, pois as artes visuais não tem lugar na cultura popular no Brasil e começar com essa coisa que n tem visibilidade apesar de ser visual e ainda tudo partindo da Baixada torna-se assim uma super marca. Imaginário Periférico é mais uma marca cultura de guerrilha da nossa Baixada.
 
.
Luiz Carlos Lima silva lembra a trajetória de 10 anos da TV Maxambomba e que a TV foi criada pós-ditadura. Noale Toja fala de socialização e democratização da comunicação que tinha a TV Maxambomba e que ela foi uma escola para todos que trabalhavam por ela e para ela.  Estes ensinamentos em meu ponto de vista iam além das pessoas que articulavam dentro deste trabalho audiovisual, atingia também as pessoas que circulavam nos bairros, escolas, nas vidas como uma forma de provocação através da comunicação audiovisual. A história não parou quando a TV parou, afirma Noale Toja, pois ela proporcionou a troca, a TV está de outro jeito em outros lugares como a TV Pinel, por exemplo.
Noale Toja e Luis Carlos Lima, TV Maxambomba
Noale Toja e Luis Carlos Lima, TV Maxambomba
.
O nome Desmaio Públiko tem sua história muito singular, tem haver com a descoberta da solidariedade, pois através dos desmaios era descoberta a solidariedade das pessoas. Eud Pestana do Desmaio Públiko lembrou também da trajetória do coletivo e fala como é agradável falar de poesia, pois não se tem compromisso com nenhuma afirmação, pois a poesia só desafia.
Mauro Costa finaliza falando que é claro o quanto é potente esse movimento, esses três movimentos da verdade e que a arte e a cultura não estão em Ipanema e Copacabana, estão no mundo e a baixada é de suma importância.
Papo rendeu…
.
O que dizer de um evento tão gratificante? O que dizer deste aniversário tão emblemático, pois reuniu grandes movimentos culturais em um só espaço, movimentos que engrandeceram a baixada com suas manifestações culturais e continuam fazendo isto, mas agora com suas histórias para criar uma nova história.
Se eu tivesse que escolher a data do meu aniversário escolheria o dia da Baixada, porque sou Baixada.  E a meu ver, tudo aquilo que fora dito no evento:
foi pura poesia
poesia que dura
poesia que estimula
sem vírgula formula
formula espaço
foge do vazio
vive a singularidade
cultura que segue o rio
e  em cada território
plantar
germinar
valorizar…
Equipe Terreiro de Ideias - Território Baixada
Equipe Terreiro de Ideias – Território Baixada
.
Hoje a produtora Terreiro de ideias em parceria com SESI plantou mais uma semente da cultura e que vai germinar ideias e ideais, nos basta agora valorizar.  Quero agradecer em especial à Dani Francisco e ao Fabio Santini que elaboraram com tanto carinho este presente em nosso dia, parabéns para todos da equipe.
Mas o evento não acaba aqui não, tem mais até o dia 06/06/2014, hoje foi o só o começo de muita troca. Maiores informações acessem  www.facebook.com/territoriobaixada 
Não posso deixar de citar a presença da professora Alita  Rego do Laborav (Laboratório Audiovisual da FEBF) nos dois eventos. Tivemos também a presença da equipe da TV Pinel registrando o momento e do Cineasta Rodrigo Dutra que também registrava cada detalhe do encontro.  E por falar no Rodrigo, irei abrir uma aspas: “ No dia 13 de Maio de 2014 estréia no Cinema Santa Rosa o filme dele – 1962 O Ano do Saque. Serão várias sessões.”
Eu irei para além de prestigia-lo também aprender um pouco mais sobre a nossa história, pois não basta viver na baixada, tem saber das lutas para construir outras lutas, mas aí é papo para “mais de metro” que podemos traçar em outro momento. Então fica aí o convite.
Fechamos a noite daquele evento com a formação de uma grande mandala em sinal de alerta e consciência com amigos que ao longo do tempo foram construindo coisas, construindo valores. Depois curtimos ainda no SESI DJ Lobão.
E deste gratificante evento partimos para a Lira de Ouro prestigiar o Mate com Angu com a estréia do filme Donana de Cacau Amaral. Encontrei a professora Liliane Leroux com o NuVISU (Núcleo de Estudos Visuais em Periferias Urbanas) fazendo pesquisa etnográfica e várias ouras pessoas registrando com o celular e com o coração tudo o que acontecera ali. Sim, pois para mim o registro que fica na emoção é o que conta para a construção de valores de uma vida inteira.
E foi isto que aconteceu nestes dois eventos, construções de valores.
E hoje eu fico por aqui com a cabeça fervilhando de ideias querendo comer com farinha todo o conhecimento cultural que eu puder.
Um abraço com gosto de Território e Mate com Angu.

 

Abraço tem gosto? O meu tem.
http://lujhowbrasil.blogspot.com.br
Mais fotos:

Warning: A size mismatch error occurred while trying to fetch the photos (the album reported 196 entries, but only 100 were returned).

“Aniversário da Baixada Fluminense regado de muita programação. Maiores informações em: http://lujhowbrasil.blogspot.com.br/2014/05/baixada-meu-territorio.html”

From Aniversário da Baixada 2014, posted by VOZ Urbana on 5/01/2014 (Showing 100 of 196 items)

Generated by Facebook Photo Fetcher 2