Joãozinho da Gomeia é o tema da nova série de conversas que o Museu Vivo do São Bento
Joãozinho da Gomeia é o tema da nova série de conversas que o Museu Vivo do São Bento vai promover.
E a primeira acontecerá na próxima segunda-feira, 27 de julho de 2020, no perfil no Facebook e no Youtube do Museu. A professora Marlucia Santos recebe Mam’etu Seci Caxi para uma conversa sobre memórias e legados da religiosidade afro-brasileira.
A série de lives “Joãozinho da Gomeia” tem por objetivo debater com estudiosos, militantes, artistas e religiosos temas para uma Educação antirracista através da trajetória e das múltiplas histórias possíveis nas memórias de um rei do Candomblé, mas que também é das artes e do Brasil.
Joãozinho da Gomeia foi o mais famoso sacerdote do Candomblé do Brasil. Suas memórias e heranças imateriais para o patrimônio cultural brasileiro são incontáveis. Além disso, tornou-se um grande artista que transformou a estética da própria religião e das artes, incorporando muitos aspectos das tradições afro brasileiras no cinema,no teatro de revista, na música, entre outros. Apesar das contradições do tempo presente, ele ainda é uma das maiores referências da cultura e do patrimônio afro-brasileiro em nossa sociedade.
MAM’ETU SECI CAXI é filha carnal de Mãe Kitala e filha de santo de Joãozinho da Gomeia. Coordenadora da Comissão Gomeia, criada para lutar pela preservação do terreno e o lugar de memória de Pai João.
MARLUCIA SANTOS é Mestre em História; Diretora do Museu Vivo do São Bento; Professora de História da rede estadual de educação do Estado do Rio de Janeiro; Coordenadora da rede de proteção do conselho gestor da APA São Bento.

heraldo hb

. Animador cultural, escritor e produtor audiovisual nascido no século XX. .

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookFlickrYouTube