Estive no assentamento Terra Prometida e pude conhecer a resistência e força de pessoas que lutam pelo chão e pelo trabalho.

Conversamos com Daniel, liderança na luta pelo pequeno produtor agrícola familiar e conhecemos pessoas de fibra e determinação como Cosme, Bia, Valeria e tantas outras que lutam pela terra.

Em Duque de Caxias a luta pela terra é antiga e o processo de expansão urbana levou campanenses e pequenos produtores agrícolas a serem expulsos de suas terras.

A cidade é marcada pela desorganização dos espaços públicos e o extenso pedaço de terra que vai da Cidade dos Meninos até o pé de Tinguá, passando pelo Amapá, Capivari e Xerém tem sido cenários de novos conflitos. A exploração de areia lavada, a grilagem e especulação imobiliária nos terrenos as margens do Arco Metropolitano tem colocado em risco a vida de muitas famílias.

Participo de diversos grupos ambientais, de trocas de mudas e de trilhas e um dos temas mais frequentes é o consumo de alimentos orgânicos. Acompanhamos o interesses de diversas pessoas em montar redes e coletivos de compra de produtos orgânicos. Esta seria uma grande oportunidade para produtores familiares e consumidores conscientes.

No entanto, a questão central é das políticas públicas do Estado e do município. Falta apoio do ITERJ, do INCRA e ações mais concretas quanto a melhorias das estradas, processos produtivos e o consumo real da produção realizada ali. Outra questão é a obrigatoriedade das escolas municipais consumirem 30% da produção familiar do município.

Uma ótima experiência seria se os alunos do município pudessem ter ali um lugar para plantar e colher, dividido por escolas, em modelo consorciado e que o processo se constitua em um modelo de educação ambiental e para a vida consciente.

Temos muitas propostas para este assentamento, mas neste momento convoco as faculdades da cidade, os movimentos sociais e os meios de comunicação a entrarem em contato com aquelas pessoas que lutam pela terra e pelo trabalho.

assentamento Terra Prometida Caxias terra-prometida-Caxias-

Mais fotos em: https://www.facebook.com/prates.eduardo/posts/1064500883638364

Eduardo Prates


Eduardo Prates

Professor, cientista político, cidadão do mundo, flamenguista, Imperiano, sujeito que acredita na auto-determinação dos povos para a construção de um mundo melhor.

More Posts