evento história uma boa

Museu Vivo do São Bento comemora 10 anos

E o Museu Vivo do São Bento completa 10 anos! Para comemorar, estão programadas várias atividades na sede, entre os dias 03 e 05 de dezembro de 2015. Confira a programação: 03 de dezembro (quinta-feira) a partir das 14h ‘‘Uma Quinta no Museu – Um encontro com jovens e mulheres do São Bento’’ 04
gente história uma boa

Já está no ar o programa web Território Baixada 2015

Íntegra do programa transmitido via web na abertura do projeto Território Baixada 2015, no dia 30 de abril, dia da Baixada. Convidados: Valter Filé e Léo Peixe. Mediação: Heraldo HB Gravado na Biblioteca Municipal Leonel Brizola, em Duque de caxias. Transmissão streaming: Dunas Filmes Produção e Realização: Terreiro de Ideias www.territoriobaixada.com.br Algumas
evento história uma boa

Imperdível: o Almanaque da Baixada chegou!

Sabe a linha editorial da Lurdinha.Org? Sabe quando acontecem coisas que são quase um resumo de tudo o que é pensado e publicado aqui? Pois é: esse Almanaque é bem por aí. Altamente recomendado 🙂 Fique ligado e garanta o seu!   ALMA(NAQUE) DA BAIXADA Este livro-almanaque busca preencher a lacuna existente
história uma opinião

Caminhos da Fé em Duque de Caxias

O título, por mais indutivo que possa parecer, não se refere aos vários espaços de religiosidade de nossa cidade. Ele se remete às visitas promovidas por ativistas culturais das décadas de 70 e 80, entre eles Barboza Leite e Beto Cavaco; pelos historiadores que estudam a cidade, principalmente Antonio Augusto e Marlucia
evento história uma boa

Lançamento do novo livro do professor Nielson Bezerra

É nessa quinta-feira. Livro novo do professor Nielson Bezerra, que trata das relações escravistas na Baixada Fluminense do século XIX, considerando a produção de farinha de mandioca como a principal atividade produtiva na região, utilizadas para abastecer a cidade do Rio de Janeiro e para inserir a Baixada no Comércio Atlântico de
uma opinião

Duque de Caxias para iniciantes: um retrato 3X4

Como diria Jack, o estripador, vamos por partes… Para compreender (Duque de) Caxias é fundamental analisar sua formação, principalmente do ponto de vista sociológico e econômico, mesmo que rudimentarmente. Nós não fomos colonizados, fomos ocupados e tudo se deu de forma anárquica e confusa, sem planejamento, sem objetivos definidos, sem distribuições de
top