Barbeirinho da Grande Rio
barbeirinho da Grande Rio

A Acadêmicos do Grande Rio perdeu na última quinta-feira, 10 de outubro, seu maior compositor de sambas-enredo, José Antônio dos Santos, conhecido como Barbeirinho.

Maior vencedor do concurso de sambas da história da tricolor de Caxias – a escola desfilou com 8 composições de sua autoria – Barbeirinho tinha 64 anos, estava internado no Hospital Moacir Rodrigues do Carmo, mas não resistiu à diabete.

É uma enorme perda. A Grande Rio tem 25 anos e ele certamente foi fundamental para ajudar a escola a chegar onde chegou. Escreveu grandes obras, sempre nos foi fiel, nunca compôs para outra agremiação, e deixou sua marca eterna na história da Grande Rio. Foi um poeta que nos deixa cedo“, lamentou Milton Perácio, presidente da agremiação.

É dele o alusivo marcante da escola, tirado do refrão do samba-enredo de 1996: Imponho sou Grande Rio, amor / Dando um banho de cultura, eu vou / Pro abraço da galera, me leva / Lindo como o pôr do sol eu sou“.

Barbeirinho foi velado na quadra da escola e foi enterrado ontem, sexta-feira.