O corpo como lugar de fala: um manifesto sobre o Parque das Missões

A partir do relato de jovens moradores da favela Parque das Missões, Duque de Caxias|RJ, o filme documentário expõe as experimentações e relações entre corpo e o lugar em que elas e eles moram.

Projeto idealizado e dirigido pelo morador e coreógrafo Bruno Alarcon – inicialmente como parte de seu trabalho de conclusão de curso no Bacharelado em Dança na UFRJ -. Encenado por Cristiane Basílio, Hector Souza, Mariane Araújo, Marília Gabriela Sales, Maycon Douglas e Thiago Aguiar, corpos que desenham no espaço-tempo movimentos que evidenciam um território potente de criação e uma reflexão sensível do que é viver no Parque das Missões.

“Se meu corpo fosse” – resultado desta pesquisa cênica – foi filmado no Centro Coreográfico do Rio de Janeiro e teve estreia virtual no Departamento de Arte Corporal da UFRJ em dezembro de 2021. O filme documentário tem sua estreia em um ano muito significativo para o Parque das Missões, que completa 30 anos de fundação em 2022. “O corpo como lugar de fala: um manifesto sobre o Parque das Missões”, é um afetuoso legado que deixamos para este território e seus habitantes.

Ficha técnica:
Direção coreográfica: Bruno Alarcon
Artistas entrevistados: Bruno Alarcon, Cristiane Basílio, Felipe Ribeiro, Hector Souza, Luiz Fernando Picanço, Mariane Araújo, Marília Gabriela Sales, Maycon Douglas, Paulo Richard Ramos, Renan Garcia e Thiago Aguiar.
Produção Executiva: Luiz Fernando Picanço
Trilha sonora, gravação externo e edição de áudio: Arthur Paixão e Paulo Richard Ramos
Videomaker: Clara Castañon e Douglas Arêas
Edição e correção de cor: Camila Barra
Realização: Cultura Presente nas Redes 2 da SECEC/RJ e Alarcon & Picanço Criações
Apoio: Apadrinhe um Sorriso, CIEP 350, DAC/UFRJ, SUAT/UFRJ, Prefeitura do Rio e Centro Coreográfico do Rio de Janeiro.


heraldo hb

. Animador cultural, escritor e produtor audiovisual nascido no século XX. .

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookFlickrYouTube

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.