“Não serve nem para sair, em Caxias…”

Trecho do sensacional livro Sangue no 311, de Santos Lemos, onde ele comenta a reação de Tenório Cavalcanti ao assistir, a convite da produção, às gravações do filme Carnaval em Caxias, de 1954, onde ele é representado pelo mítico José Lewgoy.
“E como lhe mostrassem a metralhadora ‘Mauser’, que no filme desempenhou o papel de ‘Lurdinha’, Tenório não conteve o riso:
– A ‘Lurdinha’ dá 100 tiros; essa, que não dá mais de 20, não serve nem para sair, em Caxias…”
Santos Lemos - Sangue no 311
O fenomenal José Lewgoy interpretando Honório, inspirado no deputado Tenório Cavalcanti

heraldo hb

. Animador cultural, escritor e produtor audiovisual nascido no século XX. .

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookFlickrYouTube

1 thought on ““Não serve nem para sair, em Caxias…”

  1. Boa noite. Primeiro quero dar parabéns ao site por está matéria tão interessante sobre nossa história. E também gostaria de deixar um apelo: Alguém já conseguiu assistir ao filme “Carnaval em Caxias” nos últimos anos? Procuro este filme desde quando fiz meu TCC sobre chanchadas na pós graduação e não encontrei nada. Porém também não encontrei nenhum documento dando ele como “filme perdido”. Caso alguém tenha seria muito interessante disponibilizar a obra para que possamos apreciar um pouco mais do cinema brasileiro. Abraços

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.