No início do ano passado fui ao Hospital Moacyr do Carmo tirar fotos da área de mangue preservado que existe por trás dele e do O Globo. Com o anúncio da chegada das barcas no município, algo sem dúvidas bastante necessário dadas as horas perdidas no trânsito e o preço absurdo das passagens em Caxias, fica a pergunta: como implementar a estação das barcas e o estacionamento previsto, e ao mesmo tempo preservar o mangue?
Percebe-se que no print do Google Maps, o aterro avança rapidamente. Detalhe para a área no círculo vermelho, na descida do viaduto, onde atualmente foi suprimida toda a vegetação.

 

mangue de Duque de Caxias - aterros - barcas