Encontrar com G. Martins pelo centro de Caxias é sempre um prazer extra. Ainda mais sabendo que ele continua em pleno processo criativo e se preparando para gravar um disco solo, reunindo só músicas novas.

G. é um desses fenômenos musicais que habitam essa cidade cruel. Quase duzentas músicas gravadas (198, ele lembra de todas) nas vozes de Bezerra da Silva, Dicró, Elza Soares, Agepê, entre muitos outros – até Raimundão Fagner gravou um forró dele.

Hexacampeão em sambas-enredo na Grande Rio, G. também é conhecido pela versatilidade de estilos, compondo sambas, marchas, forrós e baladas.

E é do grande Bezerra alguns dos maiores sucessos que mais o orgulham. Da obra de arte, um retrato do racismo brasileiro, Preconceito de Cor, até os muitos sambas do chamado estilo sambandido, crônicas bem-humoradas sobre a vida do povo das favelas e quebradas por aí, como “Se Leonardo Da Vinci, porque que eu não posso dar dois”, regravada também por Marcelo D2.

Tirar um dia pra escutar suas músicas é diversão certa.

Das músicas novas que compõem o disco, G. cantou umas quatro ontem e dá pra sentir que o cara continua afiadíssimo como observador do povo, incluindo um delicioso samba de breque sobre políticos picaretas. Iremos acompanhar a gravação do disco novo e por aqui vamos informando.

Nesse link tem um texto sobre G. Martins, escrito pelo amigo Josué Cardoso: http://lurdinha.org/site/?p=2055

 

G. Martins e Pica Pau
Na foto aí, G. Martins com o amigo, e grande figura, Jorge Pica-Pau. 21-05-14

.

Preconceito de Cor

Eu assino embaixo doutor por minha rapaziada
Somos criolos do morro mas ninguém roubou nada
Isso é preconceito de cor vou provar ao senhor
Porque é que o doutor não prende aquele careta
Que só faz mutreta e só anda de terno
Porém o seu nome não vai pró caderno
Ele anda na rua de pomba rôlo
A lei só é implacável para nós favelados
E protege o golpista , ele tinha de ser
O primeiro da lista
Se liga nessa doutor ih
É vê se dá um refresco isso não é pretexto
Pra mostrar serviço
Eu assumo o compromisso
Pago até a fiança da rapaziada
Porque que é que ninguém mete o grampo
Num pulso daquele de colarinho branco
Roubou jóia e o ouro da serra pelada

.

Se Leonardo Dá 20

Se Leonardo dá vinte
Por que é que eu não posso
Dá dois?…(2x)

Mesmo apertando na encolha
Malandro!
Pinta a sujeira depois…(2x)

Levei um bote perfeito
Com um baseado
Aceso na mão
Tomei um sacode
Regado a tapa
Pontapé e pescoção
Hiiiiiiiiii!
Eu fui levado
Direto à presença
Do dr. delegado
Ele foi logo gritando:
Vai se abrindo, malandro
E me conta tudo como foi
Eu respondi:
Se Leonardo dá vinte dr
Por que é que eu não posso
Dá dois?

“-A parada é essa
Aí dr mandou assim
Com o Malandro
Se liga!”

Leonardo é Leonardo
Me disse o doutor
Ele faz o que bem quer
E está tudo bem
Infelizmente é que
Na lei dos homens
A gente vale o que é
E somente o que tem
Ele tem imunidade prá dá
Quantos quiser
Porque é rico, poderoso
E não perde a pose
E você que é pobre, favelado
Só deu dois
Vai ficar grampeado
No doze
Hiiiiiiiiii!

Se Leonardo dá vinte
Por que é que eu não posso
Dá dois?…(2x)

Mesmo apertando na encolha
Malandro!
Pinta a sujeira depois…(2x)

Se Leonardo dá vinte
Por que é que eu não posso
Dá dois?…(2x)

Mesmo apertando na encolha
Malandro!
Pinta a sujeira depois…(2x)

Levei um bote perfeito
Com um baseado
Aceso na mão
Tomei um sacode
Regado a tapa
Pontapé e pescoção
Hiiiiiiiiii!
Eu fui levado
Direto à presença
Do dr. delegado
Ele foi logo gritando:
Vai se abrindo, malandro
E me conta tudo como foi
Eu respondi:
Se Leonardo dá vinte dr
Por que é que eu não posso
Dá dois?
Hiiiiiiiiii!

Se Leonardo dá vinte
Por que é que eu não posso
Dá dois?…(2x)

Mesmo apertando na encolha
Malandro!
Pinta a sujeira depois…(2x)

Leonardo é Leonardo
Me disse o doutor
Ele faz o que bem quer
Está tudo bem
Infelizmente é que
Na lei dos homens
A gente vale o que é
E somente o que tem
Ele tem imunidade prá dá
Quantos quiser
Porque é rico, poderoso
E não perde a pose
E você que é pobre, favelado
Só deu dois
Vai ficar grampeado
No doze
Hiiiiiiiiii!

Se Leonardo dá vinte
Por que é que eu não posso
Dá dois?…(2x)

Mesmo apertando na encolha
Malandro!
Pinta a sujeira depois…(2x)

Hiiiiiiiiii!
Se Leonardo dá vinte
Por que é que eu não posso
Dá dois?…(2x)

Mesmo apertando na encolha
Malandro!
Pinta a sujeira depois…(2x)

Hiiiiiiiiii!
Se Leonardo dá vinte
Por que é que eu não posso
Dá dois?…(2x)

Mesmo apertando na encolha
Malandro!
Pinta a sujeira depois…(2x)

Hiiiiiiiiii!
Se Leonardo dá vinte
Por que é que eu não posso
Dá dois?…(2x)

Eeeeeeh!
Mesmo apertando na encolha
Malandro!
Pinta a sujeira depois…(2x)


heraldo hb

. Animador cultural, escritor e produtor audiovisual nascido no século XX. .

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookFlickrYouTube