A chuva forte que atingiu o Estado do Rio nesta terça-feira derrubou parte do muro do Cemitério Nossa Senhora das Graças (Tanque do Anil), espalhando ossadas pela Rua Marechal Bento Manoel, no Parque Beira Mar. De acordo com a prefeitura, o acúmulo de água nas sepulturas e a dificuldade de escoamento fizeram parte do muro ceder.

Muro caiu após fortes chuvas em Caxias
Muro caiu após fortes chuvas em Caxias Foto: Reprodução/Lei Seca RJ

A Defesa Civil de Duque de Caxias informou que interditou o cemitério no fim da tarde. Não há registro de feridos na queda do muro. O subsecretário de Defesa Civil do município, André Xavier também interditou cerca de 30 metros do muro que ruiu. Segundo moradores da região, esta não é a primeira vez que o muro cai após fortes chuvas. Apesar do temporal, a prefeitura informou que a cidade não registrou desabrigados ou desalojados até o momento.

Cemitério ficou alagado após temporal
Cemitério ficou alagado após temporal Foto: Reprodução

Em nota, a prefeitura informou que a má conservação dos cemitérios públicos do município é motivo de impasses e que a empresa responsável pela conservação do Tanque do Anil já foi multada diversas vezes em 2017. “A má conservação dos cemitérios sempre foi questionada pelo prefeito e pela população. A fiscalização municipal já multou a empresa responsável várias vezes no ano passado”, diz trecho do comunidade.

Dificuldade de escoamento da chuva fez muro ceder
Dificuldade de escoamento da chuva fez muro ceder Foto: Reprodução

O responsável pela administração do cemitério foi encaminhado à 59ª DP (Duque de Caxias) para prestar esclarecimentos.

Veja na íntegra nota da Prefeitura de Duque de Caxias:

“A Defesa Civil de Duque de Caxias interditou no final da tarde desta terça-feira (27) parte do cemitério Nossa Senhora das Graças, na Rua Marechal Bento Manoel, no Parque Beira Mar, que caiu por causa do acúmulo de água nas sepulturas e problemas com o escoamento das águas nos corredores do campo santo. Ao assumir o governo, o prefeito Washington Reis tentou retomar os cinco cemitérios públicos mas, por causa das ações impetradas pela concessionária dos serviços perdeu esse direito. Os responsáveis pelo cemitério impediram a entrada dos agentes da defesa civil e técnicos das secretarias de Meio Ambiente e de Urbanismo no cemitério. Foi solicitada a ajuda da Polícia militar para vistoriar o local e para encaminhamento do fato à 59ª DP junto com os administradores do cemitério.

A má conservação dos cemitérios sempre foi questionada pelo prefeito e pela população. A fiscalização municipal já multou a empresa responsável várias vezes no ano passado. As fortes chuvas que caíram no município provocaram alagamentos em várias regiões do primeiro distrito não havendo registros de desabrigados e desalojados no município.

O subsecretário de Defesa Civil do município, André Xavier interditou cerca de 30 metros do muro que ruiu com as chuvas. Os agentes encontraram na calçada, junto com destroços do muro várias ossadas que atraíram a atenção dos moradores da localidade. Segundo os residentes não é a primeira vez que aquele muro caiu por causa das chuvas.

A Defesa civil está em estado de atenção e para atender a população mantém à disposição dos moradores os telefones 0800-230199 e 2673-2203 para qualquer emergência”.

Fonte: Jornal Extra