A Casa Brasil Imbariê foi assaltada, notícia que nos chega via Cineclube Imbariê nos Trilhos… Publicamos aqui o texto da galera de lá sobre o ocorrido e aproveitamos para manifestar apoio total a esse fundamental espaço para a sociedade caxiense.

.

HOJE O NOSSO CORAÇÃO SANGRA!
A Casa Brasil Imbariê FOI ASSALTADA!
Isso mesmo, a nossa querida Casa Brasil Imbariê, a mesma que ficamos estarrecidos e vazios de conhecimento, quando no início do ano uma chuva alagou a Histórica Biblioteca Comunitária Monteiro Lobato, que se encontra fechada até hoje. Pois é, aquela que o RapClã A Banca promoveu batalhas de Rap homéricas, a mesma que o querido Jota C. Santos apresentou sua impactante peça teatral lotando a casa.
Ela mesma, onde o Ver Cine e o Baixada Animada que levaram centenas de cinéfilos e expectadores para curtir um filme legal.
Ela que é um núcleo de produção Audiovisual como Filme de Curta-Metragem Filtro dos Sonhos, o ainda sem-nome documentário sobre movimentos culturais de duque de caxias e o Com as Próprias Mãos – Documentário sobre a Vila Getúlio Cabral .
Onde as pratas da casa de diversas linguagens artísticas se encontraram no @Faim – Festival De Arte De Imbariê organizado pelo Laboratorio Periférico, onde diversos jovens são carinhosamente recebidos pela professora de desenho Sy Carla, onde a CAPA Comics sempre esteve presente.
Sim, o local onde Alex Fabiani e Lorran Portilho ensinam teatro, onde a peça “O Último Carro” apresentada a menos de uma semana emocionou e nos fez refletir sobre a importância de nossa estrada de ferro Saracuruna-Vila inhomirim.
Pois é, aquela que o Festival de Teatro do CPT Duque de Caxias esteve presente mais um ano.
Essa mesmo, onde o Cineclube Imbariê Nos Trilhos nasceu com o apoio de muitos como: Cineclube Matecomangu Casa Fluminense Fórum Grita Baixada Paróquia de Santa Clara Bf União Ativa CONTREM VIDEOCAMP UEDC – União dos Estudantes de Duque de Caxias, etc.

Pois é, ela foi assaltada, mas ela Vibra, Vibra arte e cultura, e queremos muito mais, queremos mais festivais de cinema, de teatro, de fotografia, de desenho, de música, de dança, de literatura, de artesanato queremos de volta nossa biblioteca, melhores condições de trabalho para os funcionários, mais segurança… enfim que este não seja o começo do fim para nossa querida Casa Brasil Imbariê.