Não que seja algo a se surpreender mas vendo aqui uma seleção de vídeos e relatos sobre o que aconteceu sexta-feira em Caxias volto sempre à pergunta que faço há anos: pra que diabos serve um vereador em Caxias?
Numa manobra no mínimo de má-fé, a Câmara aprovou na sexta-feira o pacote de maldades enviado às pressas pelo prefeito, que arrasa os direitos dos professores, merecidamente adquiridos a partir de anos de luta, e ainda provoca a redução em pelo menos 40% de seus salários. Isso é um ataque sórdido à Educação pública – simples assim. Não tem como maquiar.
Como podem essas lamentáveis figuras ainda virem a público falar de Jesus, dar feliz dia das crianças, celebrar Natal, falar de amor, de justiça, de ética?
Além de uma maioria intelectualmente tosca e moralmente questionável, a vereança da cidade é simplesmente uma vergonha. Em uma era onde existe algo como o Youtube, os que não vestem essa carapuça deveriam no mínimo se posicionar PUBLICAMENTE sobre suas práticas, sob o risco de assumir que fazem parte dessa maioria assassina de futuro.
Nem falo aqui do Executivo da cidade porque aí é chover no molhado: o prefeito é amigo histórico do odioso temer e do crápula do cunha, figuras de destaque da tropa de choque do golpe que anda levando o país pra um buraco cada vez mais sinistro.
E vendo também o papel tenebroso da Câmara Federal e da Assembleia Legislativa do Rio fica a observação urgente de que a sociedade precisa seriamente discutir o papel dos parlamentos pelo país a fora, sob pena de aprofundarmos ainda mais o massacre aos direitos básicos da população. Aliás, não é à toa que um dos planos dos golpistas, caso não emplaquem um capacho do capital, é começar as tentativas de aprovar um parlamentarismo no país. Lamentável.
Toda a solidariedade aos profissionais da Educação de Caxias.

Pra saber mais:

http://www.facebook.com/sepecaxias/

http://www.sepecaxias.org.br

Rede Municipal de Duque de Caxias em Assembleia no Clube Belém.

heraldo hb

. Animador cultural, escritor e produtor audiovisual nascido no século XX. .

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookFlickrYouTube