Foucault, A Soberania e a Guerra, de Marcus Vinicius Bezerra CarvalhoO professor, filósofo e poeta Marcus Vinícius Bezerra Carvalho lança no próximo sábado, no Museu Ciência e Vida, o livro “Foucault: A Soberania e a Guerra“, pela Editora Esteio.

O livro aborda a teoria política de Foucault e suas implicações em nossa sociedade. Partindo da tese de que os Estados foram fundados por guerras efetivas e não por uma soberania, o trabalho busca salientar essas relações conflituosas em nossas relações cotidianas.

Começando os trabalhos da tarde de autógrafos, vai haver uma breve apresentação das ideias do livro, aberta à discussão com o público presente.

Além da vivência no universo acadêmico, Marcus Vinícius também atua na seara cultural e foi um dos articuladores do projeto Com Inspiração, que na década de 90 agitava as praças da cidade com música e poesia.

O lançamento do livro será realizado neste sábado, dia 26 de janeiro, às 15h, no Museu Ciência e Vida, na 25 de Agosto, no prédio que já foi o fórum da cidade, na praça Roberto Silveira.

 

.

Lurdinha troca ideia

Marcus Vinicius Bezerra CarvalhoSobre o que é o livro? Tem uma pegada acadêmica, né?

Marcus Vini – O livro é sobre política; abordo os conceitos de guerra e soberania para entender a dinâmica da sociedade e seu funcionamento. É na verdade uma reescrita da minha dissertação de mestrado, mas tem uma escrita leve e pode se interessante para varias áreas de pesquisa.

E qualé desse papo no dia do lançamento?

MV – No lançamento eu vou apresentar um pouco das ideias básicas do livro numa comunicação pública bem como lançar algumas provocações a partir dessas ideias; a partir daí convido os presentes a trocarem algumas ideias.

Como você vê o momento da cidade hoje?

MV – O momento é de transição e principalmente de discussão de politicas públicas em várias frentes. O meu trabalho teórico hoje, por exemplo, é em direção a uma discussão de políticas públicas de educação e empregabilidade.

E as poesias? Tem escrito? Pretende publicar em formato de livro de papel ainda?

MV – Ainda esse ano devo publicar um livro de poesias, uma coletânea de tudo que venho escrevendo há muitos anos, e pretendo retomar os eventos de poesia na Lira de Ouro, nosso Ponto de Cultura.