Já estava pensando em escrever um texto sobre por que Washington Reis perdera a eleição. Mas eis que o resultado surpreende e ele vence a disputa, derrotando não só o Dica, mas também o Alexandre Cardoso e Zito, repetindo assim o que o Zito fez com ele, quando em 2008 se aliou aos outros dois.

Vencendo o Washington Reis, vence o PMDB, vence o Temer, o Cunha, o Renan, o golpe… vence a máquina, o poder econômico e a arrogância que ele demonstrou nos debates.
Por outro lado, a derrota do Dica representa a derrota do atual governo, cujo prefeito foi eleito o pior do Brasil. Com baixíssima popularidade e uma possível derrota humilhante nas urnas, faz um acordo com Dica, lançando sua candidatura. Os dois estão juntos desde o segundo turno de 2012. Alexandre Cardoso iniciou o governo fechando o IPMDC. Tentou cortar direitos dos servidores. Abriu contratos no lugar de concurso público. Foi uma greve em 2014 que fez com que ele chamasse o concurso pra Educação, promessa de campanha, diga-se de passagem. Alegou problemas financeiros mas investiu em pontos eletrônicos. Parcelou o 13° de 2015 e desde maio vem parcelando os salários, cada mês de forma pior. O governo foi tão ruim que ele nem apareceu na propaganda do Dica. Escolas caindo literalmente na cabeça dos alunos. Sequer tocou no Hospital da Mulher, com construção iniciada em Santa Cruz da Serra, e não reabriu a maternidade de Xerém. Mas se tem uma área que foi a pior de todos os tempos foi o meio ambiente. Uma imensa área de taboa foi aterrada para ser construído o galpão da Brasrio. Trouxe a Coca-Cola para ser vizinha do Parque Natural Municipal da Taquara, devastando uma área imensa. Diminuiu a Rebio Equitativa de forma ilegal, sem audiência pública, e autorizou a abertura de rua no local.

O outro aliado do Dica derrotado foi o Zito. Este foi para as ruas nesse segundo turno como se fosse o próprio candidato, isso depois de ficar em 4°. Logo ele que já fora o Rei da Baixada, elegendo até poste. Foi na verdade bastante corajoso, visto que a medíocre votação que teve para deputado estadual já revelava sua rejeição. Aqui ele não pôde contar com o apoio dos Bolsonaros. Talvez ele tenha atraído mais rejeição ao Dica do que votos. As montanhas de lixo espalhadas pelo município ainda estão na lembrança dos cidadãos.

Washington Reis foi eleito principalmente por causa do terceiro e quarto distritos. Os distritos mais distantes do centro, que mais sofrem com o abandono do poder público e com as passagens mais caras do país para andar dentro do próprio município. O pior é que não há perspectiva de que isso mude num governo do PMDB, de alguém que já foi prefeito. A votação expressiva em Xerém mostra para os futuros candidatos que é preciso olhar mais para aquele distrito para além do assistencialismo. O que não falta é oportunidade, seja pro lazer (praças e patrimônio natural – cachoeira) seja para o patrimônio histórico e cultural (Vila dos Engenheiros, Vila Operária, FNM, variante do Caminho do Ouro, Igreja Velha…), o que não costuma aparecer nas propostas dos candidatos que repetem os termos “saúde e educação”, sempre nessa ordem. O povo de Duque de Caxias não quer só comida, e em pelo menos 3 eleições já mostrou que está bastante criterioso, não reelegendo prefeitos nem indicados desde 2004.

Segue a apuração por zona eleitoral:
http://sepecaxias.org.br:2082/cpsess3328798406/frontend/paper_lantern/filemanager/showfile.html?file=segundo_turno.gif&fileop=&dir=%2Fhome%2Fsepecaxi%2Fpublic_html&dirop=&charset=&file_charset=&baseurl=&basedir=

Eleições em Caxias