Acho que, no geral, as pessoas não estão entendendo a gravidade do que está acontecendo.

Temos um vírus mortal rolando aí. Todo mundo vai morrer com ele? Não. Mas alguns vão. Muitos já morreram, talvez você até conheça alguém confirmado ou com suspeita de morte causada pelo vírus. Não sabemos quantos mais morrerão, mas é de imaginar que provavelmente estão à frente nessa fila os mais pobres, como eu ou você (sim, você, a não ser que você tenha dinheiro para se internar num desses hospitais onde os políticos se tratam. E não vale plano de saúde, hein, tem que tem dinheiro pra bancar. Tem? Se não tem é pobre, aceite.)

Já soubemos menos sobre a doença, mas ainda sabemos pouco, ainda não há vacina. E o tratamento não garante a cura. Não sabemos se a pessoa pode se recontaminar depois. (sabe dengue? Que quando você pega pela segunda vez é mais perigoso?). Tem muita gente morrendo. Tem muito caso que não foi confirmado, que não fizeram exame. A gente sabe disso. Não é teoria da conspiração. É só querer pensar e observar o que está acontecendo do lado da gente. Não tem hospital para todo mundo.

Esse vírus se espalha pelo ar. O HIV, por exemplo, só transmite pelo sexo sem proteção ou contato com sangue contaminado. O HIV não transmite pela saliva, pelo abraço, nem no ônibus lotado. Apesar de nem todo mundo se proteger, eu sei que vocês tem medo de pegar HIV.

Já o corona vírus é transmitido por gotículas de saliva. Você não precisa nem tocar na pessoa. Ela nem precisa mais estar no mesmo espaço que você, pode já ter passado por ali horas antes…
Os mais velhos devem se lembrar do começo da epidemia do HIV (que ainda não tem cura, só tratamento). Estamos no começo da epidemia do Corona. E, como eu disse, o vírus se espalha pelo ar. Não é uma questão de política. Não é invenção da mídia. É algo que nossa geração nunca viveu.

A gente precisa ter muita responsabilidade sobre nós mesmos e sobre a coletividade. Quem puder, fique em casa. Quem puder, seja solidário com quem está ainda mais vulnerável. Apoie os profissionais da saúde. Defenda o SUS.