Mais um personagem histórico da cultura de Duque de Caxias nos deixa após perder a luta contra o Corona Virus neste domingo (12/04), dia da ressureição de Cristo para os católicos. Justino Macedo fez muito sucesso nos anos 80/90 com sua discoteca na 25 de Agosto e depois com sua feijoada na rua Tenente José Dias. A Justinu’s foi uma das melhores discotecas do Brasil. Do túnel icônico espelhado à cascata logo na entrada, tudo era extremamente perfeito! O teto era coberto de equipamentos de luz, o serviço de bar, as músicas eram as melhores, super refinadas! A Justinu’s marcou época na vida de muita gente. Alguns entraram solteiros e hoje são casados graças aos encontros

que o espaço promovia. Meu tio Luiz Rhamalho, músico, era um dos que sempre estava fazendo um som no Justinu’s, que valorizava muito os músicos caxienses. Espaços igual o do Justinu’s, Farolito, Januário, Soperia 2000, CAP fazem muita falta para a cultura caxiense.

Nas fotos, Justino no famoso Túnel e no aniversário de 7 anos da Justinu’s ao lado do DJ Edinho. Justino era vascaíno e recebia muitos ídolos e jogadores do cruzmaltino, entre eles, o baixinho Romário. Na última atualização da Prefeitura Municipal de Duque de Caxias em 11 de abril, a cidade registra a 16 óbitos por COVID-19, dado que deverá aumentar nesta segunda-feira (13/04). É… 2020 é para poucos! Se você puder, nós da LURDINHA pedimos: fique em casa!


Marroni Alves

Filho da escola pública e de pernambucanos. Nascido no Hospital Duque, mas sempre no Hospital Infantil. Formado em História na FEUDUC, dou aula em pré-vestibular comunitário na Vila Ideal, Jardim Gramacho, Complexo da Mangueirinha e Xerem.

More Posts

Follow Me:
TwitterFacebook