Acho que foi em 2010, Serguei tinha um show marcado num festival em Caxias em um domingo, no sábado já havia feito um show em um Motoclube, no bairro de Jardim Primavera. Neste festival, junto com o hoje saudoso amigo João Carpalhau, entrevistei ele para o nosso grupo de intervenções humorísticas, Os Camaradas. Serguei super educado e gentil e com aquele jeitão peculiar dele, respondia todas as perguntas e não tirava os olhos da minha camisa velha do Robert Plant. Figura notável, Serguei “conheci” pela rádio Fluminense, nos anos 80 e em algumas aparições na TV. Ele sempre foi um transgressor desde a sua juventude e ajudou à quebrar tabus! Protestou contra a ditadura e é autor de uma frase que me marca durante anos, na qual ele diz que a sociedade careta vive com correntes na mente! Admiro a figura do Serguei e acho incômoda, a desrespeitosa imagem que muitas pessoas possuem dele, a de um roqueiro velho e doidão! Acho que Serguei representa muito mais do que isso, à começar por seu constante exemplo de Liberdade!
OBS: A entrevista com Serguei nunca foi exibida e acho que o Carpalhau apagou ela por causa de muitos barulhos externos no áudio. O que foi uma pena.


Gutemberg F. Loki “Tubarão”.