LETRA:

Sou nordestino, um homem fino, com diploma de doutor –

Sou deputado, sim senhor.

Palavra inflamada, orgulho da bancada, da qual sou grande valor – e também grande orador.

Fico enfezado, quando alguém em mal estado, vem a mim prá revelar:

– “Doutor Tenório, o seu comissa quer me arrebentar,

Será que o doutor não vai providenciar…”

 

Que me queimo de estalo, e lá da tribuna solto o meu vocabulário:

– Senhor Presidente, protesto contra certa autoridade,

Que anda dando em homem de idade, em pleno coração da cidade.

 

Arranjo emprego prá quem está desempregado.

Arranjo água prá quem tem cano furado.

Sou pistolão e amigão de qualquer um,

Mesmo de quem tem dinheiro, mesmo de quem vive a vida

Sem nenhum. Eu sou protetor de quem é fraco e oprimido.

Eu nunca fui fingido como alguns colegas meus.

Graças a Deus, eu sou um homem respeitado, glória do meu estado,

O maior e sem igual – E qualquer um quer ser meu cabo eleitoral.

 

– Se não votar por bem…vota por mal…

A minha capa preta não tem medo de careta,

Não dispenso parada, nem por nada deste mundo,

Se alguém folga comigo, me avexo ou perco a linha,

Aí eu taco o dedo no gatilho da Lurdinha…Brrrr

 

– Que tosse que é uma belezinha. Brrrr.

E tem fogo prá dez dias. Eu sou o revertério ad locum tum lá de Caxias.


heraldo hb

.
Animador cultural, escritor e produtor audiovisual nascido no século XX.
.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookFlickrYouTube