Nesta quinta-feira, dia 08/03, a Baixada Fluminense invade mais uma vez o telão mítico do Cine Odeon, na Cinelândia. Dessa vez serão circo filmes saídos do forno, quentinhos e macios.

Dentre eles tem o Cascudos, nova produção do cineclube Mate Com Angu, com roteiro e direção do sanguiba Igor Barradas, um cineasta dos melhores que conheço. Caxias na veia. Amigo fofo, conseguiu reunir uma equipe técnica de alto nível. E a molecada que gastou no filme vai estar toda presente, zoando o plantão. As filmagens foram em cinco dias de muita entrega, tensão e tesão. Lindo demais ver o Barradas dirigindo; dá vontade de dar um golpe pra arrumar uma grana e financiar os roteiros maneiros que o cara tem na gaveta. “Ninguém pode com os moleques da Vila Ideal”.

Tem ainda o Cineclubismo na BF, direção da incrível Carol Vilamaro, figura que conheci digamos, no começo de carreira ,e hoje tá aí mandando ver bunito. Um dos destaques dessa produção é que a equipe é toda feita de mina foda, alento para os dias de hoje. Curiosidade que gosto: o cartaz do filme tem a minha careca brilhando e o sorriso maravilhoso da Sassá.

Ainda vai rolar o Pérpetuo, filme do Lorran Dias, da Anarca Filmes, que tem um trailer sensacional, cacildis… Lorran também é da turma dos novinho e rodou o filme todo em Austin, terra da mítica Escola de Cinema de Nova Iguaçu em sua segunda fase. Um projeto de cinco anos, com muita ralação no roteiro, é um filme que também levo também muita fé.

Entre Pó e Peliculas fala sobre os cinemas de rua da Baixada, tendo o lendário Santa Rosa como mote. Esse acompanhei menos, mas a curiosidade é grande.

A noite abre com o trailer do TV Olho, a Primeira TV de Rua do Brasil, filme novo do incansável Rodrigo Dutra, fruto de uma pesquisa de mestrado sobre essa história incrível – e também fruto da persistência do diretor em ir atrás desse acervo, que muitos sequer sabiam que existia e quem sabia, sonhava em ter acesso. Esse filme vai passar somente o trailer porque ele acabou virando um longa-metragem. Aliás, provavalmente o primeiro documentário longa-metragem em plano sequência (!!). Vale pesquisar. Pude participar dessa aventura e olha, orgulho master dessa parada.

A noite terá outros curtas na tela, mas destaco também o A Mulher do Fim do Mundo, direção da Geo Abreu, que, se não é da Baixada, acaba quase sendo hehehe. Esse filme poderia já de cara ganhar o prêmio de melhor making-of do ano passado com as fotos siderais que foram feitas.

Bom, a noite amanhã promete no Odeon. Entrada franca, começando pontualmente às 18h.

Evoé, cinemamor!

.

Arte do filme Cascudos, direção de Igor Barradas

heraldo hb

. Animador cultural, escritor e produtor audiovisual nascido no século XX. .

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookFlickrYouTube