Quando a gente fala que a história aqui é antiga…
Noite do Pagodeiro, no Império do Gramacho, com suculenta peixada e presenças da pesada, incluindo o primeiro time da ala de compositores da madrinha Mangueira, Padeirinho, Hélio Cabral, Amexa, Pelado, Preto Rico e Brogogério.
1976, Jornal O Fluminense, coluna do grande Wilson Reis.

Noite do Pagodeiro, no Império do Gramacho
.
“Sambão quente mesmo é o que vai acontecer, amanhã no Grêmio Recreativo e Bloco Carnavalesco Império do Gramacho, localizado da Rua Pilar, 1316, que estará promovendo a Noite do Pagodeiro.
Entre a suculenta peixada que estará sendo servida para os presentes, haverá muito samba autêntico com os maiores sambistas do Rio e do Grande Rio. Entre outros, já estarão: Sereno e sua Rapaziada, da Imperatriz Leopoldinense, Sarabanda e sua Moçada do Partido Alto, Fizinhho e seu Conjunto Show, Etelvino Gomes e caravana “Vamos Falar de Samba”, do Jacarezinho, Padeirinho, Hélio Cabral, Amexa, Pelado, Preto Rico, Brogogério da Mangueira, Cide e sua rapaziada da Cidade Alta, José de Moraes do Grande Rio, Mario Ramos do Unidos do Gramacho, Barbosa e Neuza o casal prá frente e Eno e sua rapaziada da Ilha do Governador, Cidinho, o fotógrafo mais badalado do Jacarezinho.
Tudo isso vai acontecer com a presença de Ubiratan da Silva, o “Cidadão Samba” de Duque de Caxias.”
[Sexta-feira, 13 de fevereiro de 1976, Jornal O Fluminense, coluna de Wilson Reis]


heraldo hb

. Animador cultural, escritor e produtor audiovisual nascido no século XX. .

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookFlickrYouTube