Não é preciso reinventar a roda. Duque de Caxias, uma das cidades mais ricas do Brasil (a segunda do Rio), já conta com vários projetos na área de cultura digital e tecnologia. Também existem inúmeros exemplos bem-sucedidos no Brasil e no exterior. E pegando o que há de melhor e o de mais urgente para os próximos 4 anos que surgem estas dez ideias para tornar Caxias uma cidade melhor para se viver.

1 – Integração de projetos

As políticas públicas do governo federal (pontos de cultura, mídia livre, telecentros…) e os do governo estadual (Baixada Digital, UERJ, Cederj e Faetec…) precisam se integrar através de programas da prefeitura. Uma política de Governo Eletrônico (e-Gov) é feita a partir da articulação de diversos projetos de todas as esferas de governo.

2 – Mídia-educação / Educomunicação

Educar para, com e através das mídias, permitindo: visão crítica dos meios de comunicação, produção de conteúdos e utilização de tecnologia no ambiente escolar.

3 – Casa de Cultura Digital (encubadora de projetos)

Estabelecer um local de “coworking” (escritório coletivo) para abrigar os projetos de cultura e tecnologia da cidade. A encubadora também seria o espaço para cursos e experimentações, a exemplo da Casa de Cultura Digital de São Paulo.

4 – Colaboração

Participar de ferramentas livres de compartilhamento de conhecimento como Wikipédia e Radiotube, possibilitando o reaproveitamento de material pela sociedade..

5 – Participação do cidadão

Além disto, permitir que o cidadão possa fiscalizar a ação da prefeitura de forma transparente, como também sugerir projetos, indicar prioridades e ajudar na implementação de políticas públicas.

6 – Software Livre

Intensificar o uso de softwares de código aberto, como o LineDuc. Promover novos programas em parceria com universidades e compartilhar as ferramentas no portal do Software Público Brasileiro.

7 – Internet é direito de todos

Ampliar o Baixada Digital por meio de parceria com o governo estadual e garantir internet gratuita aberta nos pontos de presença da prefeitura (escolas, hospitais, praças, teatros e terminais rodoviários)

8 – Agência de notícias e TV digital

Criação de uma agência de notícias com conteúdos colaborativos de pontos de cultura, sites e blogs. Criar a TV de Duque de Caxias, através do Canal da Cidadania, com videos de cineclubes e produtores independentes, colaboração incentivada através de editais de mídia livre.

9 – Interatividade com o prefeito

O prefeito deve estar aberto a críticas e sugestões através da internet. Isso colocaria de igual para igual a opinião de um assessor direto e a de um cidadão pelas redes sociais.

10 – Compartilhamento e Copyleft

Todo conteúdo da prefeitura deve ser aberto, permitindo reutilização por qualquer cidadão e/ou organização por meio das licenças GPL para softwares e Creative Commons para textos, fotos, áudios e vídeos.

Publicado no “Jornal de Caxias”.

Inspirado no “Decálogo por uma cidade digital livre, inovadora e inclusiva”.

Conecta Caxias


Arthur William

Jornalista e torcedor do Duque de Caxias FC.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookYouTube